Estudo diz que alimentos ‘diet’ podem engordar mais que as versões originais

Resultado de imagem para alimentos diet nao fazem bem

Ao contrário do que todos pensam, alimentos diet contribuem para o ganho de peso. Pelo menos é isso que concluiu um estudo recente, publicado no periódico científico Current Biology. De acordo com a pesquisa esses alimentos e bebidas promovem ganho de peso e ainda servem como gatilho para o diabetes — quando os alimentos ou bebidas são muito doces, podem confundir o cérebro e desacelerar o metabolismo.

O estudo foi feito por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Yale, EUA. Observaram que a ingestão de um alimento adoçado de forma artificial com a doçura igual ao da sua forma original — mas com uma quantidade de calorias inferior — faz com que o metabolismo desacelere, não registrando a dose real de calorias ingerida.

O cérebro se confunde

A explicação disso é que durante a evolução do homem, o cérebro entendeu que a energia está ligada à doçura dos alimentos. Por isso, quanto maior quantidade de ingestão de doce, mais energia um alimento é capaz de oferecer. Quando a anergia e a doçura do alimento não estão andando juntas, o cérebro se confunde e acha que tem menos calorias para queimar.

Cérebro & metabolismo

O estudo foi feito com a participação de 15 voluntários que, durante os exames, tomaram bebidas diet e na sua versão normal. Os pesquisadores analisaram seus cérebros por meio de imagens de ressonância magnética. A quantidade de energia que eles gastaram após esses eventos também foi monitorada.

Os resultados obtidos ao final da pesquisa mostraram que existe um desencontro entre quantidade de calorias e doçura, o que realmente ocorre quando se ingere bebidas e alimentos diet — ocorre uma falha das calorias ao desencadear o metabolismo no organismo. Foi observado também ao final que os circuitos de recompensa que existem no cérebro não registraram o consumo de calorias — o que pode levar um indivíduo comer mais do que o necessário.

Segundo os autores da pesquisa, esse novo achado contribui para a explicação de alguns estudos anteriores, nos quais os níveis de açúcar no sangue dos pacientes se mostraram superiores, mesmo em dietas restritas à adoçantes, elevando os ricos do surgimento do diabetes.