Estudo revela que na Lua pode existir água

Resultado de imagem para agua na lua

Fazendo um estudo sobre a superfície da lua, os pesquisadores descobriram que nos depósitos vulcânicos existem uma imensa quantidade de água, o que pode significar que também exista esse elemento no interior da Lua. Essa revelação pode motivar uma futura missão a esse satélite.

Esse estudo foi feito pelos pesquisadores da Universidade Brown, nos Estados Unidos, e foi publicada na revista científica Nature Geoscience. Ele também revela, que pode haver uma maior quantidade de água no seu interior do que se imaginava.

Os cientistas chegaram a esse entendimento, depois de examinar várias informações dadas pelo satélite, e também pelos dados informados pelos espectrômetros, que são aparelhos que possibilitam os pesquisadores, de confirmar a existência de objetos no espaço através do exame do desempenho da luz.

Com a confirmação desses dados, eles conseguiram descobrir a presença de água em vários depósitos vulcânicos, que eles estudaram percorrendo a superfície lunar. O cientista Ralph Milliken, que é um dos autores da pesquisa, acredita que o material lançado pelos vulcões e que está na superfície da Lua, aparenta ser rico em água e nos faz acreditar, que pode ocorrer o mesmo com o seu manto, que é a parte que fica abaixo da crosta lunar.

Nas missões da Apollo 15 e da Apollo 17, feitas pela Nasa em 1970, foram reunidos alguns dados que foram retirados de material lunar, e que foram cruzados com essas novas informações obtidas agora.

No mundo científico durante muitos anos, se acreditava que a Lua era um satélite onde não seria possível se encontrar água. Eles acreditavam na teoria de que a Lua poderia ter surgido do choque de um corpo celeste com as dimensões de Marte,  com o planeta Terra  ainda bem jovem. Ocorrendo dessa maneira, o hidrogênio indispensável para que houvesse a composição da água, não teria conseguido resistir devido ao calor gerado pela colisão.

Essa teoria começou a mudar, quando uma equipe de pesquisadores da Universidade Brown em 2008, encontrou indícios de água em vários cristais vulcânicos que foram levados à Terra, nas missões Apollo 15 e 17.

Mas a origem dessa água, ainda é um fato desconhecido para os cientistas. Existem indicações cada vez maiores da existência de água, que levam todos a acreditar que ela ou superou a colisão ou acabou sendo levada um tempo depois do choque por asteroides, ou até por cometas antes da solidificação completa da Lua.

Para que haja uma melhor compreensão de como a Lua se formou, é de extrema importância a descoberta da existência de água no interior do satélite, inclusive para as futuras missões e explorações. Essa descoberta ajudaria também os próximos exploradores, no sentido de que não precisassem levar uma quantidade grande de água aqui da Terra, para a missão lunar, sendo esse um grande passo à frente nas pesquisas.