Algumas curiosidades da Suíça

Resultado de imagem para Algumas curiosidades da Suíça

A Suíça é um pequeno país no centro da Europa, com uma população de pouco mais de oito milhões, e com quatro idiomas oficiais: francês, italiano, alemão e uma língua pouco conhecida chamado romanche. Suas belas paisagens e a sua organização, chamam a atenção para esse país, que funciona de maneira delicada e perfeita como a de um relógio.

O transporte mais usado na Suíça é o trem. Cada habitante viaja 2,2 mil quilômetros em média por ano, mais do que em qualquer outro país do mundo. É na Suíça que se encontra a estação mais alta da Europa, chamada Jungfraujoch, que fica a 3.454 metros de altura. Depois que se chega de trem na estação, um elevador leva os turistas até o observatório da estação em apenas 27 segundos, sendo o mais rápido da Suíça. A vista é maravilhosa, com o pico e a geleira Aletsch, se estendendo por mais de vinte quilômetros, sendo considerada a maior dos alpes.

Na Suíça, existe uma cidade que foi criada para ter uma característica bem diferente, chamada La Chaux-de-Fonds, sendo conhecida como a terra dos relojoeiros. Não se encontra na Suíça, nenhuma outra cidade como essa, com uma ligação tão forte com os relógios. La Chaux-de-Fonds é considerada patrimônio da humanidade, por essa sua característica única.

Esse país é o maior exportador de relógios do mundo, sendo conhecido pela arte e criatividade de seus modelos, passando pelos desafios da concorrência mundial. Modelos únicos são fabricados, como o relógio feito com pedaços de lavas de vulcão; outro com cobre da Estátua da Liberdade, da época que ela foi restaurada; e outro modelo único e exclusivo, foi feito do material recuperado do Titanic. Fazendo modelos tão especiais, a Suíça se destaca no mercado internacional, seguindo sua tradição como pioneira nesse segmento. Algumas de suas marcas mais famosas são: Rolex, Omega, Tissot, Tag Heuer, Cartier, Patek Philippe, Swatch, Chopard e Longines.

O mais criativo e precioso desses modelos, foi feito com materiais derretidos da Apolo 11, primeira nave que pousou na Lua e com poeira trazida de lá. O seu preço é de cerca de R$ 500 mil.

O tempo para que cada relógio fique pronto, é de cerca de dois anos. Esses materiais exclusivos para a sua fabricação, são adquiridos em leilões. O público alvo desses modelos exclusivos, são colecionadores, que buscam ter um pedaço da história fazendo parte da sua coleção.

Outra curiosidade da Suíça, acontece na cidade de Lausanne. Na catedral de Notre Dame, que fica no centro da parte medieval da cidade, um vigia grita a hora  nos quatro cantos da torre . Essa tradição já dura 600 anos e era assim que os moradores no passado, ficavam sabendo que horas eram. Essa catedral quando foi construída, pertencia aos católicos, mas depois da reforma religiosa no século 16, virou uma igreja protestante. Sem dúvida essa tradição, nos dias de hoje, desperta a nossa curiosidade.