Encontrado no Acre círculos parecidos com Stonehenge

 

Círculos similares Stonehenge no Acre
Círculos similares Stonehenge no Acre

Cientistas britânicos e brasileiros noticiaram este mês que encontraram na floresta Amazônica geólogos parecidos com a formação rochosa de Wiltshire na Inglaterra, mais conhecida como Stonehenge.

O Stonehenge é uma formação de pedras datada de 3 mil anos a.C. Apesar de já terem sido feitos vários estudos históricos a respeito da cultura e do povo que viveu naquele lugar, sua utilidade pratica nunca foi desvendada.

De acordo com os cientistas esses desenhos feitos no solo foram criados a muito tempo atrás e só foram descobertos agora porque recentes desmatamentos possibilitaram que as formações fossem vistas de cima.

Os 450 desenhos geológicos encontrados foram publicados na revista cientifica Prooceeding. Os cientistas noticiaram que acreditam que os círculos eram usados pelos povos antigos para reuniões públicas ou ritualísticas.

Outra importante conclusão feita pelos cientistas e que ao contrário do que se imaginava, aquele local não possuía uma mata virgem jamais explorada. Para que tais círculos geológicos fossem desenhados no solo, as sociedades antigas também precisariam desmatar uma boa parte do local. O que significa que a ação do homem sobre a floresta Amazônica é mais antiga do que se imaginava.

A publicação feita pelos cientistas foi realizada da forma mais cuidadosa possível, já que os mesmos não querem que suas recentes descobertas sejam usadas para justificar mais desmatamentos na região.

O Stonehenge é 2500 anos mais velho que as formações encontradas na Amazônia. Porem provavelmente são do mesmo período de desenvolvimento social, e talvez por isso compartilhem semelhanças em sua formação.

Em 2015 arqueólogos já haviam encontrado formações parecidas com essas. Alguns vales de 10 metros de largura por 22 metros de profundidade feitos normalmente no formato de um quadrado ou círculo foram encontrados em terras também recém desmatadas. Acredita-se que eles foram feitos pelos índios Aruaques a mais ou menos 1000 anos atrás.

Depois de várias descobertas arqueológicas na Amazônia hoje em dia um projeto que une pesquisadores brasileiros e finlandeses tenta desvendar os hábitos dos povos indígenas que viveram naquele local.

Stonehenge
Stonehenge

Os pesquisadores afirmam terem encontrado perto do local restos de panelas e outros artefatos feitos de cerâmica bem mais elaborados. Com o estudo da vegetação e do solo os pesquisadores também vão poder revelar o que esses índios comiam e plantavam.

A maioria das descobertas ficam em áreas privadas de pastagem ou plantação de cana, não existe um sitio preparado para receber visitações e a preservação das descobertas é bem complicada já que a criação de uma estrutura no local precisa de patrocínio.