Construcap contribui com associações doando uniformes para que os tecidos sejam reutilizados

A Construcap, construtora que está entre as maiores do Brasil, faz inúmeras obras ao redor do nosso país, buscando a cada dia diversas formas de contribuir com o trabalho sustentável e auxiliar no crescimento de causas sociais. Para conseguir este feito, a mesma doou uniformes que não estavam sendo utilizados em obras para instituições das redondezas, já que as mesmas teriam a possibilidade de reutilizar o material doado, e assim conseguir uma renda extra utilizando os mesmos para confeccionar artesanatos, tapetes e similares.

A Construcap na ação da Bacia Córrego do Cordeiro, em São Paulo, por exemplo, propôs os uniformes para três instituições. Entre estas, duas tiveram como foco a terceira idade: Instituições como a Aldeia do Futuro e o GARMIC (Grupo de Articulação para Moradia do Idoso da Capital). A outra instituição que foi agraciada com a doação é o projeto Mamãe, feito pela Associação de Assistência da Criança Santarense, que tem como foco o cuidado de crianças, adolescentes e adultos que estão em vulnerabilidade.

Outro estado que também recebeu a doação foi Pernambuco. Construcap realizou no ano de 2015 a construção de uma fabrica da FIT em Goiânia, que em vinte e seis meses foram construídos 3,3 milhões de metros quadrados. Esta obra, feita em conjunto com a construtora Walbridge, recebeu o prêmio ENR Global Awards 2015, considerado um prêmio de peso na área da construção civil. Nesta ocasião as doações foram entregues a Associação Jovens de Ontem na Alegria de Viver, instituição que ajuda indivíduos idosos, e a Associação das Mulheres Dinâmicas do Condado, que também foi auxiliada com a entrega dos uniformes, os utilizando para fazer itens como souvenir, bolsas, almofadas, tapetes entre outros itens feitos do mesmo material. Os produtos confeccionados foram vendidos no SESC, com todo lucro revertido para auxiliar os gastos da instituição, que tem como foco auxiliar mulheres que sofreram violência.

Os uniformes usados durante a obra Comperj (Rio de Janeiro), foram doados para a Associação Cultural Nascente Pequena, localizada em Guapimirim, e também doadas para a Associação Mulheres do Salgueiro, localizada em São Gonçalo, que idealizou o projeto Eco Moda, desenvolvido em conjunto com o governo. Neste projeto todos os tecidos são reutilizados na costura, e em outros processos como o tingir os tecidos e o bordado nas peças que tem como foco levantar o conceito de sustentabilidade em roupas.

Outra Associação que também é beneficiada com os tecidos é a Associação Nascente Pequena, e a utiliza para confeccionar colchas, travesseiros e outros bordados. Toda a renda auxilia em projetos sociais.

A doação realizada pela construtora a inúmeras entidades está alinhada com os ideais da construtora, que tem como foco deixar um rastro positivo em todos os seus empreendimentos e grupos dos quais se relacionam. Além deste, a Construcap realiza outros projetos também relacionados com a reciclagem de matérias de diversos tipos que não são usados nas obras, como os uniformes, ou materiais de escritório.

O departamento de TI da empresa, por exemplo, realizou uma parceria com a empresa Coopermiti, para coltar computadores e todo tipo de material eletrônico, além de na obra do Rodoanel a Construcap reutilizar o óleo lubrificante, os metais não utilizados, e os matérias plásticos e papeis são enviados para entidades que os reciclam.