Último Tango em Paris

Uma polêmica envolvendo um dos filmes mais emblemáticos da década de 70, causou frisson em celebridades de Hollywood, como Jessica Chastain e Chris Evans. Os atores declararam no Twitter que jamais voltarão a ver o filme, nem considerarão Bertolucci ou Brando da mesma maneira, devido a polêmica entrevista do diretor sobre a cena icônica de sexo do filme, no qual a atriz Maria Scheider aparece sendo abusada sexualmente por Marlon Brando.
O assunto voltou aos holofotes após a publicação de um vídeo, pelo portal espanhol El Mundo, no qual o diretor Bernardo Bertolucci confessa a “estratégia de atuação” usada durante o filme no Dia Internacional contra a Violência de Gênero.
Maria Scheider morreu vítima de um câncer aos 58 anos em Paris, e viveu uma trajetória de drogas, depressão e tentativas de suicídio ao longo de sua vida. Ela tinha 19 anos quando rodou o longa com Brando, e ele 48.
Na entrevista, Bertolucci admite que Scheider “passou a odiá-lo depois da gravação do filme”. Ele diz que “gostaria de ver a reação dela como garota, e não como atriz”. Ele queria que ela se sentisse humilhada e que os gritos fossem reais.
No vídeo, o entrevistador pergunta se ele se arrepende de ter gravado a cena daquela maneira. Bertolucci responde: Não me arrependo, porém me sinto culpado. As vezes, para fazer um filme, para obter algo, acho que temos de ser completamente frios…Não queria Maria fingindo estar humilhada. Eu queria que ela sentisse essa humilhação…Por isso ela me odiou por toda a vida dela”.
Infelizmente, a atriz Maria Scheider jamais se recuperou emocionalmente.
Bernardo Bertolucci divulgou um comunicado nesta segunda-feira dizendo que tudo não passou de um mal entendido:
“Vários anos atrás, na Cinémathèque Française, alguém me pediu detalhes sobre a famosa cena da manteiga. Eu especifiquei, mas talvez não tenha sido claro, que eu tinha decidido com Marlon Brando não informar Maria que a gente usaria manteiga como lubrificante”, diz o comunicado. “Nós queríamos sua reação espontânea para esse uso impróprio (da manteiga). É disso que se trata o mal-entendido. Alguém pensou, ou pensa, que Maria não havia sido informada da violência contra ela. Isso é falso!”
Ele continuou: “Maria sabia de tudo porque ela havia lido o roteiro, onde estava tudo descrito. A única coisa nova que adicionamos foi a manteiga. E isso, como eu descobri muitos anos mais tarde, ofendeu Maria. Não a violência à qual ela foi submetida em cena, que estava escrita no roteiro.”
Maria Scheider, antes de morrer em 2007, afirmou que essa cena não estava no roteiro, e que foi forçada a fazê-la, razão pelo qual odiava tanto o diretor Bertolucci quanto o ator com quem contracenou Marlon Brando.

Fonte: http://bit.ly/2hhaLis

 

Copa Star. Referencia em qualidade, conforto e tecnologia de ponta

Foi inaugurado, em outubro desse ano, o Copa Star, empreendimento da rede D’Or São Luiz.
Localizado no estado do Rio de Janeiro, na zona sul da cidade do Rio, em Copacabana; o Copa Star traz uma nova opção no ramo da assistência médica. A sua proposta é unir atendimento qualificado, conforto, luxo e tecnologia sofisticada.
Com um investimento que ficou na margem dos 400 milhões de reais, o hospital abrange um espaço de 20 mil metros quadrados e uma arquitetura moderna e arrojada. Cerca de 30% desse investimento foram destinados a aquisição de equipamentos médicos de última geração.
Um dos seus diferenciais do Copa Star é o dispositivo Smart Hospitality, cuja proposta é levar uma maior informação ao paciente sobre o seu quadro, deixa-lo da forma mais confortável possível e melhorar a interação e comunicação entre profissionais e paciente.
Através de qualquer dispositivo eletrônico; tablet, celular etc, tanto paciente quanto o seu acompanhante têm acesso a todas as informações do tratamento, com poucos cliques. Além disso, como dito antes, o dispositivo proporciona maior conforto e autonomia ao cliente. Com essa tecnologia, é possível controlar a luminosidade e a temperatura do quarto. A comunicação entre o paciente e os profissionais alcança outro nível; através de chamadas de áudio e vídeo, médicos e enfermeiros podem ser contactados a qualquer momento, elevando a qualidade do atendimento.
O Copa Star também se destaca pelo seu moderno e eficiente centro cirúrgico. as suas doze salas cirúrgicas são compostas por equipamentos exclusivos, nas áreas de neurocirurgia e cirurgias invasivas.
O Copa Star não investe apenas em tecnologia, mas, também, busca, no conceito de atendimento exclusivo ao cliente, um de seus principais compromissos. Á vantagem em estender o horário de visita é um dos diferenciais do hospital, uma vez que os horários fixados para visita são entre 10 e 22 horas, o que deixa claro que a sua proposta é oferecer comodidade e tranquilidade aos seus pacientes.
A tecnologia avançada que o hospital oferece aos seus clientes se expressa também no Centro de Terapia Intensiva. Essa unidade é destinada ao atendimento referente a doenças cardiovasculares, pós-operatórios e medicina interna. As acomodações são exclusivas e oferece a possibilidade de os acompanhantes permanecerem durante todo o processo, o que não acontece em outros hospitais.
O Hospital Também agrega em sua Unidade laboratorial uma tecnologia de ponta, com plataformas automatizadas para fazer os exames. Tudo para poder oferecer uma excelente assistência ao paciente.
A arquitetura do empreendimento se destaca por seu arrojamento e refino, dispondo de beleza, conforto, harmonia e sofisticação, fazendo com que o empreendimento tenha uma identidade visual única e original. Em seu recinto há restaurante exclusivo, UTI móvel e outras particularidades que, em conjunto, oferecem o melhor conforto e conveniência aos seus pacientes e acompanhantes. .
O foco principal do Copa Star está no seu atendimento humanizado. Os pacientes devem ser atendidos pelo mesmo grupo de médicos, enfermeiros e terapeutas durante todo o tratamento. O que beneficia tanto os profissionais quanto os pacientes, por possibilitar uma maior empatia entre ambos os lados.

Tragédia em espetáculo: Bailarino morre durante apresentação e platéia aplaude achando que faz parte do Show

A notícia foi divulgada pelo site britânico “The Mirror”. O bailarino identificado como R. Khusainov, de 48 anos, sofreu um ataque cardíaco fulminante enquanto se apresentava na cidade de Urus-Martan, na República da Chechenia, localizada no Sudoeste da Rússia (a Chechenia ainda não teve sua independência reconhecida, por isso faz parte da Federação Russa).

 

Khusainov dividia o palco com a cantora Liza Akhmatova. A idéia era que Liza cantasse as músicas do show enquanto o amigo fazia a coreografia de uma dança local.

 

Logo que o bailarino caiu no palco, a própria cantora não percebeu que aquilo se tratava de um ataque cardíaco. Liza continuou cantando e fazendo brincadeiras ao redor do corpo de Khusainov, achando que aquilo não passava de encenação do bailarino. A plateia ria animada enquanto aplaudia a cena. Tudo foi registrado pela câmera de celular de um dos presentes no espetáculo e viralizou em questão de minutos na internet.
A cantora Liza Akhmatova chegou a brincar com seu companheiro de palco dizendo: “Ei, ele parou”, e pediu aplausos para o colega.
Apenas após alguns instantes os espectadores observaram horrorizados que haviam acabado de presenciar uma tragédia. A cantora pediu socorro e prontamente uma equipe subiu ao palco para tentar reanimar Khusainov, que já estava sem vida.

Última Dança

R. Khusainov era professor de dança infantil e participava de uma apresentação típica em homenagem ao Dia das Mães, que segundo o Portal Pravda, é comemorado na Rússia no último domingo de Novembro. A dança que ele interpretava é conhecida como a Dança Lezgi, ou Lezginka, muito conhecida entre as pessoas do Cáucaso (região geográfica situada entre a Europa e a Ásia). No início do vídeo, o dançarino realizava seus movimentos sem qualquer problema, mas, de repente, seus passos começaram a ficar cambaleantes, até ele cair ao chão.

 

Para realizar essa dança, o bailarino precisa estar com bom condicionamento físico, pois a dança é conhecida por seus movimentos rápidos e vigorosos.

Segundo divulgado pelo jornal Mirror, as autoridades de saúde disseram que o bailarino já possuía um histórico de problemas cardiovasculares. O ataque que ele sofreu no palco foi fulminante, causando morte instantânea.

Fonte: http://bit.ly/2h6DPJ2

Trem no Rio aceitará cartão e celular para pagar passagem

As pessoas que utilizam o transporte urbano na cidade do Rio de Janeiro optam pelo trem. Para facilitar a vida de todos os passageiros, a companhia responsável pelo Trem do Rio anunciou a nova ideia de pagamento, em que a população poderá pagar as passagens por meio de cartões de débito e crédito. Além disso, existe a possibilidade de realizar o pagamento utilizando o celular.

De acordo com informações do site Uol, a inserção deste novo método de pagamento na rotina dos cariocas ainda é um projeto piloto que está sendo implantado de forma restrita para um publico selecionado. No dia 6 de dezembro, a estação Central do Brasil foi o terminal escolhido para divulgar a novidade no transporte da capital fluminese e região metropolitana. passageiros dos trens do Rio de Janeiro poderão utilizar, a partir do ano que vem, cartões de crédito e débito, cartões pré-pagos e até o próprio celular para pagar a tarifa.

Antes de implementar a novidade para todo o público, a companhia vai realizar os teste até o fim deste ano. Nesta etapa, o valor máximo permitido para pagamento é de R$ 50,00. Além disso, existe a expectativa de que o novo sistema de pagamento de passagens seja aberto para todos os passageiros em janeiro de 2017.

Segundo as informações, o pagamento por meio de cartões de crédito e celulares funciona da seguinte forma: o passageiro se aproxima da catraca, enconsta o cartão ou o celular e, automaticamente, o valor é retirado. Não é necessário digitar nenhum tipo de senha, basta aproximar o cartão ou smartphone. Vale ressaltar que este método de pagamento já é utilizado na cidade de Londres, na Inglaterra.

Para utilizar o novo método de pagamento, é necessário ter cartões de crédito especiais, com a técnologia EMV (European Mastercard Visa). É possível conseguir os cartões em instituições financeiras como o Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Existe também a exigência que os cartões precisam ser da linha Super. Já o celular, é necessário que seja o Samsung Galaxy S7, um dos melhores da marca.

Esta notícia é muito importante para todos os passageiros da Supervia, companhia que administra os trens do Rio de Janeiro. Afinal, a novidade de formas de pagamento nos trens do Rio de Janeiro vai facilitar a vida de milhares de pessoas.

Fonte: Uol